segunda-feira, 25 de julho de 2011

"Hoje não consigo ficar um dia ser ler!!!" José Xavier Cortez


José Xavier Cortez

A leitura nos revela cada história fascinante... E essa eu não poderia deixar de divulgar... Uma bela história de uma pessoa simples, oriunda do nosso Rio Grande do Norte, mas precisamente da cidade de Currais Novos que teve a sua vida completamente tranformada através da leitura.







A impressão inicial é a que fica para sempre. Estamos diante de uma pessoa simples, humanista por excelência, extremamente preocupada com as pessoas ao seu redor, e com os valores que regem o espírito das sociedades contemporâneas. José Xavier Cortez, nordestino do mundo, nos destinos do mundo, nos conta que a cada dois anos realiza a Bienal da Família, um encontro que reúne todos os membros da extensa família. 105 pessoas. Sente um orgulho imenso disso. E fala de cada um com uma doçura e uma generosidade que emociona. Duas pesquisadoras estão escrevendo um livro sobre ele, sobre a sua vida, que será certamente um sucesso editorial. Aqui, Palavra Fiandeira ajuda humildemente a contar um pouco dessa grandiosa história.
Casa onde a família se reúne a cada dois anos. Arte: Roberto Melo




Cortez já é bastante conhecido pela sua paixão por leitura.
Paixão essa que o levou a trilhar os caminhos de livreiro e editor de livros.
Tudo começou quando, em 1965 ele partiu para São Paulo onde trabalhou inicialmente como lavador de carros. Considerando-se um "leitor tardio" aos 29 anos ele se matriculou no curso de Economia na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e, naquela época tomou a consciência de que poderia recuperar o tempo perdido. Ele morava perto de uma editora e começou a aceitar encomendas dos colegas de classe. Os pedidos se avolumaram tanto que em 1968 ele resolveu abrir a livraria Cortez & Moraes nas dependências da universidade.

   A sensibilidade e o sonho de tornar o mundo mais harmonioso e com mais educação levou Cortez montar sua própria editora, que atualmente já conta com mais de 30 anos. De acordo com divulgação, em janeiro de 1980, após desfazer a sociedade, a Cortez Editora inicia suas atividades num pequeno espaço no bairro de Perdizes, em São Paulo.
Já nas primeiras publicações são visíveis a linha crítica dos textos e a atualidade das abordagens que tocavam questões educacionais, sociais, políticas e econômicas do país.
Daquele ano para cá, a Cortez Editora tem se tornado uma referência na formação e especialização de professores e alunos nas áreas de Ciências Humanas e Sociais. Atualmente, a Cortez Editora possui em seu catálogo aproximadamente 1.000 títulos, escritos por renomados especialistas nacionais, traduções de autores consagrados internacionalmente e também obras de novos intelectuais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recadinho!!!
Obrigado pela visitinha!!!

Tudo de mim!!!!!