quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Tarde Literária com Sopa de Letrinhas!!!!!!

Tarde Literária com Sopa de Letrinhas
Aconteceu no dia 13/10/2011, na Escola Municipal Professora Íris de Almeida Matos, Parnamirim/RN, apoiada pelo Projeto Rede Potiguar de Escolas Leitoras em parceria com o IDE e o Instituto Cia, uma deliciosa degustação do Projeto Sopa de Letrinhas, onde o cardápio variado e requintado oferecia sopas com diversos sabores literários.



Abertura da Tarde Literária

Durante a degustação do Projeto Sopa de Letrinhas fomos agraciados com a presença da escritora Elizabeth Rose – Escritora Potiguar – e seu livro Uma feira livre. A escritora de voz mansa e cativante conquistou a todos os presentes com canções e a mediação da leitura de seu livro. Além disso, Bethinha a pedido do aluno Jeferson recitou a poesia que a fez uma das vencedoras do Prêmio de poesia Zila Mamede em 2008.
Os alunos foram envolvidos por muito encantamento, leitura e poesia.

Entrevista com a Escritora Elizabeth Rose


Bate papo descontraido com a Escritora do Livro: Uma feira Livre





Livro de Elizabeth Rose


Mediação de Leitura


Participação dos alunos
 O Principal objetivo do Projeto é instigar nas crianças o prazer em ler e conseqüentemente favorecer a formação de Promotores e Mediadores de Leitura Mirim.

Ultimamente, a escola tem vivido momentos únicos, especiais, de muita emoção, poesia e descoberta de talentos, que a cada leitura, a cada nova motivação, a cada novo evento, nos confirma que a leitura tem o poder de fascinar, envolver, encantar e mudar a vida de uma criança, de um adulto, de qualquer pessoa que se deixe envolver, se deixe apaixonar.

Elizabeth,  Jeferson - Mediador de Leitura Mirim.
 O encerramento da Tarde Literária se deu com a apresentação da coreografia da música do Projeto: Do Lado de cá de Chimarruts, entrega de livros literários a todos os alunos e com a degustação da deliciosa Sopa de Letrinhas.

Um aluno pra lá de especial, sendo presenteado com o livro


Profª Francilene mediadora da nossa Sala de Leitura




Do Lado de Cá
Se a vida às vezes dá uns dias de segundos cinzas
e o tempo tic taca devagar
Põe o teu melhor vestido, brilha teu sorriso
Vem pra cá, vem pra cá
Se a vida muitas vezes só chuvisca, só garoa
e tudo não parece funcionar
Deixe esse problema a toa, pra ficar na boa
Vem pra cá
Do lado de cá, a vista é bonita
A maré é boa de provar
Do lado de cá, eu vivo tranquila
E o meu corpo dança sem parar
Do lado de cá tem música, amigos e alguém para amar
Do lado de cá
Do lado de cá
Se a vida às vezes dá uns dias de segundos cinzas
e o tempo tic taca devagar
Põe o teu melhor vestido, brilha teu sorriso
Vem pra cá, vem pra cá
Se a vida muitas vezes só chuvisca, só garoa
e tudo não parece funcionar
Deixe esse problema a toa, pra ficar na boa
Vem pra cá
Do lado de cá, a vista é bonita
A maré é boa de provar
Do lado de cá, eu vivo tranquila
E o meu corpo dança sem parar
Do lado de cá tem música, amigos e alguém para amar
Do lado de cá
A vida é agora, vê se não demora.
Pra recomeçar é só ter vontade de felicidade pra pular
Do lado de cá, a vista é bonita
A maré é boa de provar
Do lado de cá, eu vivo tranquila
E o meu corpo dança sem parar
Do lado de cá tem música, amigos e alguém para amar
Do lado de cá
Do lado de cá
Do lado de cá

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seu recadinho!!!
Obrigado pela visitinha!!!

Tudo de mim!!!!!